Notícia: Campanha conjunta reforça autoridade farmacêutica em tempos de pandemia

Publicado em 23/01/2021

Campanha conjunta reforça autoridade farmacêutica em tempos de pandemia


Campanha conjunta reforça autoridade farmacêutica em tempos de pandemia

Em comemoração ao Dia Nacional do Farmacêutico, 20 de janeiro, os Conselhos Regionais de Farmácia do Paraná e do Rio Grande do Sul (CRF-PR e CRF/RS) desenvolveram uma campanha pela valorização dos profissionais. O farmacêutico é autoridade no acesso integral à saúde e, por meio do estudo e experiência, o profissional se mostra, diariamente, preparado e capacitado para atuar em mais de 135 especialidades.

Somados, os estados contam com mais de 34 mil farmacêuticos (18.823/PR e 15.479/RS), com papeis decisivos em muitas áreas que que vai desde a assistência farmacêutica à população, até a pesquisa, produção de medicamentos, entre outros. Na farmácia clínica, por exemplo, que é voltada à ciência e prática do uso racional de medicamentos, os farmacêuticos prestam cuidado ao paciente, de forma a otimizar a farmacoterapia, promovendo saúde e bem-estar e prevenindo doenças. Com isso é possível identificar sinais e sintomas, implementar a terapia medicamentosa e orientar o paciente. 

Nos dois estados, mais de 18 mil farmacêuticos (10.393/PR e 8.460/RS) trabalham com dispensação de medicamentos (farmácias com ou sem manipulação). Esta é a área da farmácia comunitária, sinônimo de confiança. Ela passa por crescentes transformações e exige adaptação dos profissionais, responsáveis por promover o aconselhamento sobre medicamentos e a orientação.

Responsável tanto pelo processo de elaboração dos medicamentos quanto por orientar os pacientes no momento da dispensação, o farmacêutico é lembrado pela relação de confiança com os clientes. Dra. Mirian Ramos Fiorentin, presidente do CRF-PR, ressalta que houve uma mudança no perfil dos profissionais ao longo do tempo. “Anos atrás, o farmacêutico auxiliava o cliente com doses de medicamentos, por exemplo. Hoje, o farmacêutico está cada vez próximo do consumidor e posiciona-se como um personagem estratégico na desafiadora tarefa de estimular o acesso à saúde no país. Trata-se de um especialista que utiliza suas competências a serviço do paciente”, relata. 

Dra. Mirian reforça ainda que o farmacêutico é responsável por decisões técnicas importantes, mas também do ponto de vista estratégico e empresarial, pois ocupa postos-chave em todas as empresas do varejo, atacado, hospitais, indústrias e em tantas outras áreas que agreguem conhecimento e contribuam para a saúde e o bem-estar das pessoas.

A presença do farmacêutico responsável técnico nas empresas que armazenam e transportam medicamentos é uma conquista que contribui efetivamente na garantia da qualidade dos produtos farmacêuticos em toda sua cadeia. 

Com estratégia, controle e monitoramento, os profissionais dessa área asseguram que não faltem medicamentos nos hospitais e nas prateleiras das farmácias. A respeito do segmento hospitalar, mais de 2.600 farmacêuticos integram o setor no Paraná e Rio Grande do Sul (1.321/PR e 1.284/RS).

Uma das áreas de grande expansão no país é a saúde estética, já regulamentada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF). Além de poder ter a responsabilidade técnica de estabelecimentos de atividades estéticas, o farmacêutico esteta é apto a realizar consultas, prescrições e procedimentos. Paraná e Rio Grande do Sul contam com 89 farmacêuticos inscritos em seus quadros (53/PR e 36/RS), aptos a desempenharem suas funções de forma capacitada e segura para o público. 
Em tempos de pandemia, a área de análises clínicas está em evidência em diversas discussões no Brasil e no mundo. O farmacêutico deste campo é fundamental para garantir a qualidade e encontrar soluções. É este profissional que coloca, todos os dias, seu conhecimento à disposição das pesquisas e exames laboratoriais. Atualmente, mais de 2.800 farmacêuticos atuam nas análises clínicas do Paraná e no Rio Grande do Sul (1.221/PR e 1.601/RS).

Os exemplos acima ilustram um pouco do que significam os esforços do farmacêutico para a garantia da saúde e bem-estar da população, como aponta a presidente do CRF/RS, Dra. Silvana Furquim. “Ser autoridade no acesso integral à saúde significa que o profissional é referência, tem credibilidade e desempenha papel fundamental. Tudo isso é fruto da experiência, capacitação e amor à profissão. Neste dia 20 de janeiro, Dia Nacional do Farmacêutico, queremos não só parabenizar os profissionais pela dedicação diária no cuidado com as pessoas, mas também ressaltar que o farmacêutico é autoridade na área em que atua. Farmacêutico é sinônimo de segurança. Confie nele!”