Notícia: Rendesivir aprovado para tratamento da COVID-19

Publicado em 23/04/2021

Rendesivir aprovado para tratamento da COVID-19


Rendesivir aprovado para tratamento da COVID-19

Rendesivir aprovado para tratamento da COVID-19

A Anvisa concedeu na sexta-feira (dia 15/03) o registro do medicamento rendesivir, cujo nome comercial é Veklury (Gilead). É um produto injetável e só pode ser administrado pela via intravenosa.

É o primeiro medicamento com indicação aprovada para o tratamento da COVID-19 no país. Os dados de estudos analisados demonstraram que o tratamento com rendesivir pode prevenir uma progressão da doença causada pelo coronavírus.

Como funciona o rendesivir?

Rendesivir é um pró-fármaco que se distribui dentro das células para formar seu metabólito farmacologicamente ativo, trifosfato de rendesivir, que atua como inibidor da enzima RNA polimerase dependente de RNA. A inibição desta enzima interrompe o processo de replicação viral e a consequente infecção de outras células.

Para quem é indicado?

Para adultos e adolescentes (com 12 anos ou mais de idade e que pesem, pelo menos, 40 kg) hospitalizados com pneumonia que necessitam de administração suplementar de oxigênio (oxigênio de baixo ou alto fluxo, ou outra ventilação não invasiva no início do tratamento).

Para que o Rendesivir é usado além da COVID-19?

Segundo a literatura, o rendesivir foi investigado para o tratamento de infecção pelo vírus ebola e pelo vírus sincicial respiratório. Porém, como já foi citado, o medicamento só tem indicação aprovada em bula para casos de COVID-19.

O rendesivir vai ser comercializado em farmácias?

O uso do medicamento é restrito a hospitais. Portanto, rendesivir não pode ser comercializado em farmácias.

O rendesivir substitui a vacina?

Não. Os dois agem de maneira diferente. Enquanto o rendesivir age impedindo a replicação viral em células já infectadas, a vacina age no nosso sistema imune através da produção de anticorpos pelo organismo que, quando entram em contato o agente viral, estimulam uma resposta imunológica para combater o vírus.

Referências:

  1. AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. COVID-19. Anvisa aprova registro da vacina da Fiocruz/AstraZeneca e de medicamento contra o coronavírus. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2021/anvisa-aprova-registro-da-vacina-da-fiocruz-astrazeneca-e-de-medicamento-contra-o-coronavirus/ApresentaoRendesevirSeguranaeEficcia.pdf>. Acesso em 16 mar. 2021.
  1. IBM MICROMEDEX. Drugdex. Greenwood Village: IBM Watson Health. Disponível em: <http://www.micromedexsolutions.com>. Acesso em 16 mar. 2021.
  2. McEVOY, G.K. (Ed). AHFS Drug Information. Bethesda: American Society of Health-System Pharmacists, 2019.
  3. SWEETMAN, S.C. (Ed). Martindale: The Complete Drug Reference. London: The Royal Pharmaceutical Society of Great Britain. Electronic version. Disponível em: <http://www.micromedexsolutions.com>. Acesso em 16 mar. 2021.

 



topo